quinta-feira, julho 05, 2012

Meu Querido




Quando olhares para trás E, de repente, não me vires, Não te espantes. 
Quando o teu sol se dissipar, E dos teus pés o chão se afastar, Por favor, não entres em pânico.
E quando o mar te quiser abraçar E sentires o ar desaparecer, Deixa o teu corpo mergulhar, pois toda a gente irá sofrer...
Perdoa-me pelas injúrias; perdoa-me pelas palavras não ditas, pelos sentimentos que não foram partilhados. Perdoa-me por contigo ainda sonhar, mas sinto falta do teu conforto, dos teus vocábulos que, mesmo que não sentidos, eram profundamente meigos. 
Perguntei-me porque de mim já não se aproximavam. E sabes qual foi a minha ilação? Sinto falta do teu calor, que me aquecia. E agora... Estou apenas fria.

5 comentários:

Daisy. disse...

Isso para mim faz todo o sentido agora :/

Filipa Santos disse...

Quando se perde aquilo que se gosta é que damos realmente valor! Gosto do texto e da tua escrita, continua ;)

lifeissohard56 disse...

adorei as últimas frases (: !

Joana Fernandes disse...

Adorei o testo, está lindo! Vou seguir, fiquei apaixonada :)

Isaa ♥ disse...

Esta espetacular