sábado, maio 26, 2012

Once Upon a Time



Ensina-me a amar, pois quando tudo desabar, eu irei ter contigo para me abraçares.

Pegas-me nas mãos e, com o auxílio das tuas, formas um coração desgrenhado, desalinhado.
Mas é esse coração que levas ao teu peito, é assim que aqueces as minhas mãos; tão gélidas que estão.
Ensina-me a amar, pois quando tudo desabar, eu evocarei esse sentimento uma vez mais.
Ensina-me a amar, recompõe-me os pedaços que restam do coração e cola-os, por favor. Cola-os, e não o deixes partir outra vez.

Sem comentários: